Vice-presidente da comissão eleitoral do Quênia e líder da oposição rejeitam resultado de eleição

Wafula Chebukati chama processo eleitoral de ‘opaco’ e afirma que votos contabilizados ultrapassam o número total de eleitores. Atual vice-presidente do país, William Ruto foi anunciado como o vencedor na segunda-feira (15), com pouco mais de 50% dos votos. Raila Odinga, ex-premiê e atual oposição, teve 48% dos votos. Confusão toma conta de cerimônia para anúncio do presidente do Quênia
O líder da oposição no Quênia, Raila Odinga, e a vice-presidente da comissão eleitoral do Quênia, Wafula Chebukati, rejeitaram nesta terça-feira (16) o resultado das eleições presidenciais do país. Chebukati disse que o processo foi “opaco” e que o número de votos contabilizados ultrapassa os 100% do total de eleitores.
Já Odinga, que é ex-primeiro-ministro do país e obteve pouco mais de 48% dos votos, acusou o presidente da comissão eleitoral de infringir a Constituição do país.
“Nós rejeitamos completamente e sem restrições o resultado das eleições”, declarou Odinga.
O resultado das eleições do Quênia, uma das principais economias da África, foi anunciado na segunda-feira (15) e apontou o atual vice-presidente do país, William Ruto, como o vencedor, com pouco mais de 50% dos votos.
O anúncio foi precedido de pancadaria entre militares e membros da comissão eleitoral que rejeitavam o resultado, em Nairobi.g1 > MundoRead More

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.