Dólar opera em alta e volta a ficar acima de R$ 5,10

Na segunda-feira, a moeda norte-americana fechou em alta de 0,38%, vendida a R$ 5,0916. Nota de US$ 5 dólares
REUTERS/Thomas White
O dólar opera em alta nesta terça-feira (16), em meio à cautela dos investidores com o esfriamento da economia global, depois de dados decepcionantes vindos da China.
Às 9h16, a moeda norte-americana subia 0,48%, vendida a R$ 5,1160. Veja mais cotações.
Na segunda-feira, o dólar fechou em alta de 0,38%, a R$ 5,0916. Com o resultado desta segunda, passou a acumular recuo de 1,60% no mês. No ano, tem desvalorização de 8,67% frente ao real.
o
LEIA TAMBÉM:
Comercial x turismo: qual a diferença e por que o turismo é mais caro?
Qual o melhor momento para comprar a moeda?
Dinheiro ou cartão? Qual a melhor forma de levar dólares em viagens?
Entenda: O que faz o dólar subir ou cair em relação ao real?
O que está mexendo com os mercados?
No exterior, o foco dos investidores segue na trajetória da taxa de juros nos Estados Unidos e nos temores de uma recessão global.
Por aqui, as atenções estão voltadas para o início oficial da campanha eleitoral e para as pesquisas de intenção de voto.
Na agenda econômica, o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre) divulga o Monitor do Produto Interno Bruto (PIB), referente ao mês de junho. Na véspera, o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central indicou que a economia brasileira registrou expansão de 0,57% no 2º trimestre.
Projeções do mercado
Os analistas do mercado financeiro reduziram de 7,11% para 7,02% a estimativa de inflação para este ano, segundo pesquisa Focus do Banco Central divulgada na segunda-feira. Já a previsão para 2023 passou de 5,36% para 5,38%.
O mercado financeiro também passou a prever uma alta de 2% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2022, contra 1,98% previsto anteriormente. Já para 2023, a previsão de alta avançou de 0,40% para 0,41%.
Para a taxa básica de juros da economia, a Selic, a expectativa foi mantida em 13,75% ao ano no fim de 2022 e em 11% ao término de 2023.
Já a projeção para a taxa de câmbio para o fim de 2022 permaneceu estável em R$ 5,20. Para 2023, continuou inalterada também em R$ 5,20.
Boletim Focus: estimativa da inflação para este ano cai pela sétima semana seguidag1 > EconomiaRead More

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.